"Charcos Temporários: um habitat natural a proteger!"

Rede de custódia


Actualmente, a Custódia de Natureza é usada mundialmente como uma ferramenta de conservação e gestão da natureza e da biodiversidade, promovendo a ideia de que a natureza e a conservação da biodiversidade são compatíveis com a actividade humana, através do fomento do envolvimento das pessoas que trabalham e conhecem a paisagem que as envolve. Trata-se de uma estratégia que envolve proprietários e utilizadores da terra na sua conservação, através do apoio e intervenção de um vasto conjunto de particulares e grupos da sociedade civil. Na base da Custódia de Natureza está o princípio de co-responsabilidade na gestão dos recursos naturais: valores como “cuidar”, “respeitar”, “partilhar”, “envolvimento” e “compromisso” tornam a Custódia de Natureza uma estratégia inovadora e útil para auxiliar a conservação e gestão da terra através do envolvimento das partes interessadas. Através de acordos voluntários entre os utilizadores/proprietários e as entidades de custódia, pretende-se assim a manutenção e restauro dos valores naturais.

A Rede de Custódia para os Charcos Temporários Mediterrânicos pretende englobar todos os particulares e entidades com intervenção na área de distribuição de Charcos Temporários Mediterrânicos na Costa Sudoeste de Portugal na conservação deste habitat prioritários e da sua biodiversidade, reunindo e reconhecendo todos os interessados em aprofundar o seu conhecimento sobre os Charcos Temporários e que pretendam contribuir para a sua preservação, usufruindo e potenciando a sua presença no território. Esta rede dotará os envolvidos de ferramentas que permitam a compatibilização das suas actividades com a conservação deste habitat prioritário.

Se pretender aderir à Rede de Custódia para os Charcos Temporários Mediterrânicos, clique AQUI


O seu browser está desatualizado!

Atualize o seu browser para ver o site correctamente. Atualizar agora

×