"Charcos Temporários: um habitat natural a proteger!"

“Os meus amigos Triops” no Pavilhão do Conhecimento

> Conto infantil “Os meus amigos Triops”, editado pelo projeto LIFE Charcos, foi o mote para se falar da conservação de charcos temporários no Pavilhão do Conhecimento em Lisboa.

 

O Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva de Lisboa, convidou a Bióloga Vanda Brotas para um “Encontro com o Cientista”, uma iniciativa da Escola Ciência Viva em que os alunos do 1º ciclo do ensino básico têm a possibilidade de contactar com um investigador das mais diversas áreas do conhecimento.

Vanda Brotas, Bióloga e Professora Catedrática do Departamento de Biologia Vegetal da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, investigadora na área da Ecologia Marinha, desenvolve o seu trabalho em torno da dinâmica do Fitoplâncton. No entanto a sua participação no “Encontro com o Cientista” com um grupo de cerca de 50 crianças de escolas de Lisboa não foi para falar de ambientes marinhos, nem de Fitoplâncton, mas de um pequeno e temporário habitat de água doce: os Charcos Temporários Mediterrânicos. Isto a propósito do seu último conto infantil intitulado “Os Meus Amigos Triops”, editado pelo Projeto LIFE Charcos, que conta a história de duas crianças que conhecem o Triops Vicente, um pequeno animal pouco conhecido da espécie Triops vicentinus que vive nos charcos temporários no sudoeste de Portugal.

Este livro conta as peripécias das crianças para salvarem o habitat destes pequenos animais, ameaçado pela construção de uma estrada. No Pavilhão do Conhecimento, a autora desvendou alguns episódios do conto infantil e satisfez a curiosidade dos “pequenos cientistas” que desconheciam os charcos temporários e os seus habitantes. Pouco a pouco foram sabendo um pouco mais sobre a vida destes animais do grupo dos Grandes Branquiópodes.

Foram muitos os braços no ar à espera de vez para colocar perguntas. As respostas, nem sempre fáceis, contaram ainda com o apoio da investigadora Margarida Machado do CCMAR, especialista nestes crustáceos de água doce e de Artur Lagartinho, coordenador do Projeto LIFE Charcos, que também estiveram presentes nesta iniciativa, e participaram no diálogo aberto entre alunos e quem faz ciência. Falou-se de charcos temporários mediterrânicos, de Triops, de camarões-fada, de sapos-de-unha-negra, de outros anfíbios e de cágados, incluindo das espécies exóticas que por vezes são libertados na natureza e podem causar desequilíbrios ecológicos nos habitats naturais.

O objetivo desta interação, decorrida no dia 2 de junho, foi falar um pouco sobre a importância da conservação dos charcos temporários mediterrânicos e promover o diálogo face-a-face entre alunos e quem faz ciência, de modo a dar uma visão mais real da vida e do trabalho dos investigadores que nele participam.

No final os alunos receberam um exemplar do conto infantil “Os meus amigos Triops” e ainda tiveram direito a um autógrafo da autora e cientista Vanda Brotas.

   


O seu browser está desatualizado!

Atualize o seu browser para ver o site correctamente. Atualizar agora

×